Como se mudam comportamentos para prevenir o cancro?

1072082
Foto: Hugo Santos, Público

Como é que as tecnologias móveis, mais concretamente os smartphones, podem apoiar a mudança comportamental necessária à prevenção de cancro? Responder a esta pergunta é o principal objectivo do trabalho de doutoramento de Nuno Ribeiro, investigador no Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S) e doutorando na Universidade de Aveiro. Segundo Nuno Ribeiro, quando “mais de metade dos casos de cancro são devido a opções comportamentais como o consumo de tabaco e álcool e a exposição à radiação ultravioleta. É necessário desenvolver estratégias que induzam os indivíduos a adotar comportamentos mais saudáveis e, deste modo, reduzir a incidência do cancro”.

Esta investigação baseia-se no modelo de mudança comportamental de Fogg e deu origem à primeira aplicação móvel portuguesa, com o nome Happy, e  que visa induzir pequenas mudanças comportamentais que, gradativamente, possam contribuir para a redução do risco pessoal de cancro.

A aplicação, que permite o envio de mensagens personalizadas aos utilizadores, possibilita ainda a monitorização do comportamento, sugere desafios saudáveis e dá a possibilidade de se ligar a outros utilizadores para partilha de resultados.

Nas palavras de Nuno Ribeiro, “sendo esta a primeira aplicação portuguesa de prevenção de cancro, o estudo que está a ser realizado desde que a aplicação foi lançada é o primeiro do género e permitirá reunir informações valiosas sobre a viabilidade e recetividade deste tipo de estratégias junto da população portuguesa”.

Segundo nota de imprensa emitida pelo i3S, “as recomendações disponibilizadas pela aplicação baseiam-se em vários fatores como a informação que o utilizador dá sobre os seus comportamentos e a localização geo-espacial do telemóvel. Nuno Ribeiro explica que, por exemplo, ‘se a pessoa estiver na praia durante o dia irá receber mensagens para se proteger do sol; se estiver no supermercado, a Happy vai sugerir-lhe comprar frutas e vegetais frescos'”.